Os cadeados do amor

Os cadeados do amor

Por Renata Santos

Paris

Paris é a cidade mais romântica do mundo. Durante muitos anos, casais usavam a PontdesArts sobre o Rio Sena para eternizar o amor. Os apaixonados penduravam um cadeado com seus nomes na ponte e jogavam a chave no rio, tudo isso para simbolizar o amor.

A Pont des Arts em Paris não suportou tanto amor…

Em 2014 a ponte não suportou tanto amor: uma parte da estrutura desmoronou devido ao peso. Um ano depois desse acidente todos os cadeados na ponte foram retirados. A prefeitura alegou que as 70 toneladas dos objetos metálicos deixavam a estrutura do século 19 em situação de risco, além de ser perigoso para os barcos que passam embaixo da ponte.

Atualmente as grades da PontdesArts foram substituídas por um vidro antirreflexo que impedem a fixação dos cadeados. Para tentar coibir a prática, a prefeitura lançou a campanha #LoveWithoutLocks (amor sem cadeados), para os turistas postarem fotos nas redes sociais e instalou placas com a ordem “Não aos cadeados, Paris agradece” e “Declare seu amor de outro modo“. Porém isso não foi suficiente e os cadeados estão sendo pendurados em outros lugares como a PontNeuf.

As cidades do mundo onde espalhar seu amor

Separamos uma lista com 10 cidades que você pode espalhar seu amor. Antes de pegar as malas e partir para o lugar mais perto para eternizar o seu amor, não se esqueça do seguro viagem. Não deixe que um extravio de bagagem ou alguma necessidade de assistência médica acabe com a sua viagem. Com esse seguro você tem a proteção e comodidade em um território novo, pronto para eternizar seu amor.

Moscou

Ponte Luzhkov, Moscou (Rússia)

Em vez de colocar o cadeado na estrutura da ponte, em Moscou eles são pendurados em árvores metálicas. Instaladas em 2007 pelo prefeito YuriyLuzhkov, o local é parada obrigatória para os casais apaixonados.

New York

Brooklyn Bridge, New York (EUA)

Em uma das cidades mais famosas do mundo também tem uma ponte em que os casais trancam seu amor. Porém as autoridades não veem o símbolo como forma romântica, muitos cadeados já foram arrancados e lançados no Rio East River.

Praga

Ponte Carlos, Praga (República Theca)

Uma das pontes mais antigas do país abriga uma construção onde alguns casais colocam o cadeado para prender o amor.

Uangshan (China)

Monte Huang, Huangshan (China

Este local é para casais que gostam de uma aventura. Para pendurar o cadeado no corrimão da escadaria é preciso enfrentar uma caminhada de 3 horas para chegar no topo da montanha.

Hensinki

Ponte RakkaudenSilta, Helsinki (Finlândia)

Na Finlândia, a ponte do amor que atravessa o rio Vantaa, aceita cadeados sem restrição. Lá, além da tradição ser bem aceita, ela é permitida por lei. Agora a questão é se os casais estão dispostos a enfrentar uma temperatura média de 5,3° C.

Colônia

Ponte Hohenzollern, Colônia (Alemanha)

A maior cidade do estado de Renânia está na lista dos românticos. A ponte de 400 metros está localizada sobre o Rio Reno.

Varsóvia

Ponte de Wilanow, Varsóvia (Polônia)

Na Polônia uma ponte em formato de coração foi construída em 2012 especialmente para os casais trancarem o amor e para aguentar o peso de tanto cadeado.

Seul

Torre N, Seoul (Coréia do Sul)

No topo de uma das torres mais conhecidas na Ásia, localiza-se árvores cheias de cadeados. A moda pegou quando protagonistas de um programa de televisão colocaram cadeados no alto da torre para simbolizar o amor.

Montevidéo

Fonte dos Cadeados, Montevidéu (Uruguai)

No centro da capital do Uruguai tem uma fonte especial para os apaixonados. Diz a lenda que se um casal colocar o um cadeado com as suas iniciais, irão se encontrar outras vez no mesmo local e permanecerão juntos para sempre.

Gramado

Fonte do Amor Eterno, Gramado (Brasil)

Achou que era somente em outros países que havia essa tradição? Para quem está em território brasileiro, existe em Gramado uma fonte do amor. Os cadeados são trancados junto com uma mensagem escrita em coração de alumínio.

Renata, autora desta matéria
Renata é formada em jornalismo pela PUC de São Paulo. Ela gerencia o blog Bidu, com ótimas dicas, sobretudo quando o assunto é viagem. E ela adora viajar!  Se pudesse viver viajando, ela o faria. Conheçam o blog da Renata, vão gostar!