O Empire State no cinema
Empire State building, New York
Empire State building, New York

O Empire State no cinema: o prédio que é cenário de muitos filmes

Nenhum prédio do mundo foi cenário de tantos filmes. É impossível esquecer a cena do clássico King Kong, filmado em 1933, em preto e branco, com o gigantesco macaco encarapitado no alto do prédio, sendo atacado por aviões bimotores.

O King Kong do remake de 2005

O irascível primata preferiu o World Trade Center na versão de 1976, mas no remake de 2005 escalou o Empire State, como na película original. A ligação do macaco gigante com o arranha-céu é tão forte na cabeça dos nova-iorquinos que em 1983, no cinquentenário da primeira versão do filme, um boneco inflável do King Kong foi colocado no topo do famoso edifício.

Video bastante curioso de um clássico do cinema americano

Um símbolo do “american way of life”

Por simbolizar o “capitalismo norte-americano”, o american way of life e conceitos similares, o Empire State costuma aparecer em filmes que enaltecem esses mesmos clichês, como Independence Day, de 1996, no qual o edifício é destruído por uma nave extraterrestre. (Todo mundo sabe que extraterrestres têm predileção pelos Estados Unidos e adoram, em especial, abduzir caipiras do Centro-Oeste, do mesmo modo que chuvas constituídas por pedaços de meteoros gigantes sempre acabam desabando sobre New York… pobre cidade!). Em Godzilla: Final Wars, o diretor japonês Ryuhei Kitamura, talvez para se vingar de Hiroshima, solta o mal-humorado pterossauro Rodan sobre Manhattan; este voa por cima do prédio, provoca estragos na cidade toda e destrói até mesmo a Estátua da Liberdade…

Empire State no cinema: os clássicos rodados no Empire State

Há tantos filmes em que o Empire State aparece, além de séries de TV, como  Friends e Sex and the City, que não dá para mencionar todos. Quase todas as séries rodadas em New York acabam tendo pelo menos uma cena passada no famoso edifício, que já foi o mais alto do mundo.

Mas não dá para deixar de falar de An affair to remember, de 1957, exibido no Brasil sob o título Tarde Demais para Esquecer. Durante um cruzeiro, Michel (Cary Grant), playboy mulherengo, de casamento marcado, conhece Terry (Deborah Kerr), que também está noiva. Eles se apaixonam, é claro, e marcam um encontro para dali a seis meses no 102° andar do Empire State Building; o tempo necessário para desfazerem seus respectivos compromissos (“Preciso de um tempo”, “Estou confusa…”) e sentirem se de fato se amam. Michel vai ao encontro e fica horas esperando, mas… Vamos parar por aqui. Queremos lembrar que esse filme já foi refilmado.

O filme, um remake de Love Affair (Duas Vidas), de 1939, em que Charles Boyer e Irene Dunne atuaram nos papéis principais, faz chorar gerações desde que foi lançado. O Empire State também aparece em Sleepless in Seattle (Sintonia de Amor), de 1993, com Tom Hanks e Meg Ryan. Enfim, se formos pensar, o Empire State é de fato um grande cenário para quase qualquer tipo de filme rodado em Manhattan: é famoso, um verdadeiro ícone da cidade, é imponente e oferece vistas sensacionais da  de New York.

Informações práticas

Como ir a Nova York

Veja passagens aéreas e pacotes

Onde se hospedar em Nova York: reserva pelo Booking.com

O Booking.com é um meio fácil e seguro de reservar seu hotel ou apartamento em cidades no mundo todo. Você não paga nada a mais por isso. Você pode pesquisar ofertas entre uma enorme variedade de estabelecimentos.

Escolha e reserve seu hotel:  seleção por categoria e bairro

Matérias especiais

Os co-op-builidings  • Eventos em New York • Música em New York
Verão em New York  A história do metrô de New York
História da Estátua da Liberdade