Marche

Acessar o sumário •  Acessar o índice remissivo

Marche: principais atrações

Ancona • Loreto • Jesi • Grotte di Frasassi • Parque Regional do Conero
• Urbino  • Pesaro  • San Leo • San Marino • Ascoli Piceno

Mapa do Marche

A origem do nome

O nome Marche significa “marcas”, no sentido de limites do território atribuído pelo papa a Carlos Magno, quando foi coroado imperador do Sacro Império Romano-germânico no ano 800. Durante a Idade Média, em meio a disputas entre papas e imperadores, algumas cidades da região do Marche tornaram-se independentes, como Urbino que, governada pela família Monte­feltro, consagrou-se como um importante pólo artístico do Renascimento sob o domínio do duque Federico di Montefeltro.

Ainda existe, incrustada no território do Marche, na fronteira com a Emilia Romagna, uma relíquia histórica, reminiscência medieval: um estado independente que nunca se incorporou à Itália. Estamos falando, é claro, da minúscula San Marino, a mais antiga república do mundo.

Vídeo de turismo sobre o Marche, na Itália

Em 1532, Cesare Borgia, filho do papa Alexandre Borgia, conquistou, em nome de seu pai, a região, que foi incorporada aos Estados Pontifícios. Porém, muito antes disso, o Marche já fora habitado pelo povo piceno (que deu nome à cidade de Ascoli Piceno) e havia sido colônia grega, tendo Ancona como principal centro urbano e importante porto no Adriático, até cair nas mãos dos romanos no século III a.C..

A herança arquitetônica desse rico passado espalha-se por lugares como Urbino, Ancona, Ascoli Piceno, San Leo, Urbania, Jesi e Pesaro.

A beleza natural do Marche é outro de seus atrativos: cortada pelos altos picos dos Apeninos, a região tem magníficas paisagens, um litoral cheio de belas praias e, na Península de Conero, paredões a pique sobre o mar cor de esmeralda. Surpreendentes formações rochosas podem ser vistas nas cavernas de Frasassi, perto de Jesi.

Como ir

O Aeroporto di Ancona-Falconara, no Marche recebe voos das principais cidades italianas

Veja passagens aéreas e pacotes

Onde se hospedar no Marche

Escolha e reserve seu hotel no Marche

Como conhecer o Marche

O interior montanhoso e rural do Marche não é muito bem servido por grandes linhas ferroviárias e autoestradas, que se concentram sobretudo no litoral, onde ficam as maiores cidades da região.

Mesmo assim, de trem é possível visitar os pontos de maior interesse, exceto Urbino. A principal linha férrea acompanha o litoral e liga Ancona a Loreto, ao sul, e a Fano e Pesaro, a noroeste. A outra linha, que leva a Roma, serve a Jesi, e há um ramal até Ascoli Piceno.

Para ir a Urbino, o único transporte público é o ônibus, que é também uma alternativa para percorrer o interior. A companhia Reni (<comp./> www.anconarenibus.it). A estação rodoviária de Ancona fica na Piazza Cavour.

Embora o carro possa ser muito útil no Marche, fora das autoestradas o deslocamento é lento. As duas principais autoestradas que cortam o Marche são a A24, que vai de Teramo a Roma, e a A14, que acompanha a costa.

Sites de turismo sobre o Marche

 Marche: turismo. Oficial.

A Itália em imagens

Uma verdadeira viagem fotográfica por cada região da Itália, com dezenas de imagens separadas por destinos

Maquina fotografica

Centro da Itália em Imagens

Sul da Itália em imagens

                                      Norte da Itália em imagens