Tudo sobre sua mala: Extravio de bagagem

 

Extravio de bagagem: cadê minha mala?

Extravio de bagagem faz parte da vida de quem viaja muito. É uma questão de estatística: quanto mais você viaja, maiores as chances de, um dia, acontecer com você. Na maioria das vezes, a mala é encontrada e devolvida depois de alguns dias. Mas você passa por aborrecimentos e pode recebê-la de volta arrombada pelo serviço de segurança de algum dos aeroportos pelos quais a danada passou.

O pesadelo começa assim: você desembarcou, passou pelo serviço de imigração e está esperando sua mala passar pela esteira. As malas vão passando, cada um vai pegando a sua. Quando vê, só sobrou você.  Atento, você continua esperando… Mas a sua mala não aparece!

O que fazer se sua mala se extraviar?

A primeira coisa – e a mais importante – é reclamar sobre o extravio no guichê da companhia aérea, ali mesmo na área de entrega das bagagens. Isso deve ser feito imediatamente.

Ajuda muitíssimo na localização você poder descrever sua mala fujona. De que cor ela é? De que marca? Tem uma etiqueta com seu nome nela? Tem alguma coisa nela que ajude a distingui-la das outras?

Peça algo por escrito que comprove que você fez a queixa.

Na maior parte das vezes, em dois ou três dias a mala será entregue onde você estiver hospedado. Se isso não acontecer, entre em contato com a companhia aérea para reclamar e acione o seu seguro de viagem.

Como diminuir o risco de extravio

Chegando ao hotel ou antes de uma conexão, arranque o tíquete “velho” que está na sua bagagem com o código de barras que indica o destino, para evitar confusão quando for tomar o próximo voo.

Evite conexões com intervalos curtos. Extravios de bagagem são mais frequentes quando se faz uma conexão aérea. Quanto menor o tempo entre a chegada de um voo e a partida do outro, maiores são as chances de o extravio ocorrer.

Não despache malas abarrotadas, quase “estourando”, nem malas sem identificação. Essas são as prediletas dos serviços de segurança, que irão abri-las e revistá-las, aumentando o risco de não embarcarem no seu avião.

Como minimizar os aborrecimentos pelo extravio de sua mala

Evite a todo custo transportar itens de valor na bagagem de compartimento. Se precisar mesmo fazê-lo,  vale a pena se informar antes sobre a abrangência do seu seguro-viagem e das responsabilidades da companhia aérea, que variam de país para país.

Como já orientamos no post sobre bagagem de mão, coloque na sua bagagem de mão (a que você leva para dentro do avião) tudo que possa ser realmente necessário até sua mala ser recuperada. Tudo o que for de valor ou importante para você deve ficar ao seu alcance, nunca na mala que é a bagagem de compartimento.

Tenha consigo sempre uma muda de roupa. Desembarcar cansado sem ter roupa limpa para trocar é uma experiência desagradável.

Como facilitar a localização de sua mala

Ao despachar a mala, guarde o comprovante de entrega da bagagem em um lugar seguro. Em geral, o funcionário cola o comprovante no verso do cartão de embarque. Lembre pelo menos em que bolso o guardou.

Identifique sua mala com uma etiqueta resistente da qual constem seu nome, telefone e e-mail.

Além da etiqueta do lado de fora, coloque outra dentro da mala com os mesmos dados. Essa providência é útil no caso de extravio, porque malas cujas etiquetas se perderam são arrombadas pela segurança dos aeroportos; se pelo menos seu nome estiver dentro dela, saberão que é sua.

E se minha mala não aparecer?

 

Caso, por absoluta falta de sorte, sua bagagem não seja recuperada, a companhia aérea deverá indenizar, mas o valor do reembolso normalmente não cobre o prejuízo.

Em geral, seu seguro viagem também poderá ser acionado.