Las Vegas

 

Las Vegas, Foto David Stanley  CCBY
Las Vegas, Foto David Stanley CCBY

obre Las Vegas

A cidade que surgiu no meio do deserto Conhecida no passado somente pelos cassinos e excessos de toda sorte, Las Vegas é reconhecida atualmente como “a capital mundial do entretenimento”. O jogo faz parte da história da cidade e foi, sem dúvida, um dos principais fatores que impulsionaram o seu crescimento. Entretanto, as opções de lazer e as magníficas construções desta cidade que surgiu no meio de um deserto variam a ponto de surpreender praticamente todos os seus visitantes.

Os grandes shows em las Vegas

Shows de música com cantores do gabarito de Barry Manilow e Cher estão em cartaz durante a maior parte do ano. Os ilusionistas mais renomados do mundo, como David Copperfield e Criss Angel, também se apresentam em Las Vegas. Quem nunca ouviu falar no Cirque du Soleil? O circo de origem canadense mais famoso do planeta tem sete dos seus onze espetáculos fixos nos principais hotéis da cidade.
E não para por aí: bares, restaurantes dos mais variados tipos, exposições culturais, spas, campos de golfe, sorveterias, lojas das grandes grifes, shoppings centers, outlets, passeios, brinquedos radicais e casamentos planejados (ou não) estão entre as opções do turista que se aventura por lá. Diversas capelas estão espalhadas pela cidade e várias celebridades já se comprometeram ali, tais como Frank Sinatra e Mia Farrow (1965), Elvis Presley e Priscilla Beaulieu (1967), Bruce Willis e Demi Moore (1987) e Richard Gere e Cindy Crawford (1991).

Como ir

Avião

Não há voos diretos do Brasil para Las Vegas. Provavelmente você terá que tomar um avião da United Airlines ou American Airlines até New York e lá trocar de avião e pegar um voo para Las Vegas.

Veja passagens aéreas e pacotes

 Hotéis em Las Vegas

Escolha e reserva seu hotel em La Vegas

Melhor época

Evite o verão, é muito quente.

Atrações em Las Vegas

Mega-resorts

Seus grandiosos hotéis, com milhares de quartos e atrações, são um convite para o aumento cada vez mais frequente de feiras, congressos e convenções de empresas do mundo inteiro. Na Las Vegas Boulevard, também conhecida como Strip, estão os megaresorts mais novos e badalados da cidade. E por que não dizer, do mundo!
Aliás, esta é a única cidade do globo onde se pode visitar a Torre Eiffel, uma pirâmide egípcia, ver a Estátua da Liberdade, uma batalha entre navios, passear pelas gôndolas de Veneza e, ainda, assistir a um show no Coliseu. Tudo em um único dia!

Fremont Street

Em Downtown encontram-se os hotéis mais antigos de Las Vegas, vários deles concentrados na Fremont Street. Esta rua, além dos hotéis, encanta seus visitantes com uma cobertura na qual um telão gigantesco transmite shows incríveis de som e imagens todas as noites.

Atrativos naturais

Quem imagina que por estar no meio do deserto Las Vegas não tem atrativos naturais se engana. A alguns quilômetros está a Hoover Dam, uma represa gigantesca que alia a natureza à genialidade da engenharia humana. E quem encarar uma viagem um pouco mais longa pode também conhecer o espetacular Grand Canyon, cujas paisagens podem seguramente ser classificadas entre as mais belas do planeta.
Em resumo, Las Vegas encanta mesmo aqueles que não gostam de jogar. Quer apostar?

Las Vegas na cultura popular

Quando o assunto é Las Vegas, a primeira coisa que vem à cabeça de muita gente, invariavelmente, é a figura de Elvis Presley. Isso se deve, em boa parte, graças à música Viva Las Vegas, eternizada pelo rei do rock no filme homônimo de 1964, e que ganhou inúmeras regravações.

A exemplo de Elvis, que viveu durante longos períodos em Vegas, outras celebridades moraram ou ainda moram na cidade. É o caso de Frank Sinatra, Jerry Lewis, Tony Curtis, Sammy Davis Jr., Tina Turner, Ike Turner, B. B. King e Mike Tyson. Já Andre Agassi, um dos maiores tenistas de todos os tempos, vencedor de oito tornei-os de Grand Slam, nasceu em Las Vegas, onde ainda reside.
Acostumada a “importar” grandes atrações musicais para se apresentarem em seus hotéis-cassinos, Las Vegas tornou-se “exportadora de matéria-prima” com a premiada banda de rock alternativo The Killers, fundada em 2002.

Las Vegas: cenário de grandes filmes

Las Vegas também é cenário e solo fértil de inspiração para inúmeras grandes produções de Hollywood. Apenas para citar algumas: O Poderoso Chefão – Parte II (1974 – Al Pacino e Robert De Niro, entre outros); Rain Man (1988 – Dustin Hoffman e Tom Cruise); Proposta Indecente (1993 – Robert Redford, Demi Moore e Woody Harrelson); Despedida em Las Vegas (1995 – Nicholas Cage e Elisabeth Shue); Onze Homens e um Segredo (2001 – George Clooney, Brad Pitt e Matt Damon, entre outros); The Cooler (2003 –William H. Macy e Alec Baldwin); O Vidente (2007 – Nicolas Cage, Jessica Biel e Julianne Moore); Quebrando a Banca (2008 –Laurence Fishbourne e Kevin Spacey); Se Beber, Não Case (2009 – Bradley Cooper e Ed Helms, entre outros).
Na telinha a cidade também é palco de seriados consagrados, como CSI Las Vegas, além de torneios de pôquer, lutas de boxe e de “vale-tudo”, campeonatos de golfe, entre outros eventos esportivos.

Las Vegas: um raio-x da cidade

Aos olhos do turista a cidade pode ser dividida basicamente em duas regiões: Downtown e Strip. Em Downtown estão os hotéis mais tradicionais e, em geral, menos sofisticados. Por outro lado, lá também se encontram importantes pontos turísticos que merecem ser visitados. Já a Strip concentra a maioria dos programas e atrações de Las Vegas, sendo muitos deles gratuitos. Os hotéis são enormes e os passeios por cada um deles podem se estender por horas, de acordo com o interesse e a disponibilidade de tempo de cada um. Com mais de 7 km de extensão, a Strip abriga 18 dos 25 maiores hotéis do mundo em número de quartos.

Las Vegas em um dia

Dificilmente alguém planejará uma viagem de apenas um dia a Las Vegas. Mas, como a cidade recebe congressos, convenções e feiras durante o ano todo, é possível que o participante de algum desses eventos tenha pouco tempo livre e queira aproveitá-lo para conhecer o essencial de Las Vegas, dando uma olhada geral em tudo, sem se aprofundar em nada. É preciso ter em mente que para isso serão necessárias longas caminhadas e que o deslocamento entre os hotéis não está na conta. Em muitos casos, ir de um hotel a outro chega a levar mais de 15 minutos, mesmo que os mapas indiquem que eles estão lado a lado. Para que a programação não seja um fracasso e você acabe visitando menos do que gostaria, pense que cada hotel demanda entre 15 e 20 minutos para se ter uma noção das suas principais características, já que isso é o máximo que se pode querer em apenas um dia.

Por onde começar

A primeira coisa a fazer é se concentrar na Strip, onde estão os hotéis mais famosos. São eles: Luxor, New York – New York, MGM Grand, Aria, Paris, Bellagio, Caesars Palace, Mirage, Venetian, Palazzo e Wynn. Também vale a pena dar uma olhada, ao menos do lado externo, em hotéis como: Mandalay Bay, Excalibur, Monte Carlo, Planet Hollywood e Treasure Island. Além disso, é interessante encaixar as seguintes atrações no roteiro planejado, já que são gratuitas e conhecidas por todos aqueles que visitam a cidade: o show das fontes do Bellagio, as estátuas nas fontes internas do Caesars, o Volcano do Mirage, a batalha de navios do Treasure Island (Sirens of TI) e o habitat dos leões no MGM Grand. Para fechar bem dia, o ideal seria assistir a um dos espetáculos do Cirque du Soleil, mas se isso não for possível vá a Downtown e assista ao Fremont Street Experience. Caso consiga encaixar os dois programas na sua agenda, melhor ainda. Na volta para casa, se qualquer pessoa que já tiver ido a Las Vegas lhe perguntar algo, esteja certo que a maioria das respostas estará na sua memória devido a esta experiência, mesmo que vivida de maneira apressada.

Las Vegas em dois dias

Em dois dias há tempo suficiente para se conhecer todos os principais locais e atrações da cidade, ainda que de forma superficial. O ideal é pegar todas as sugestões do primeiro dia e a elas juntar algumas outras, como a visita ao encantador Siegfried & Roy´s Secret Garden and Dolphin Habitat. Alternativa para este segundo dia é visitar o Stratosphere para ver a cidade do alto de sua torre. Apreciar a vista é de tirar o fôlego, mas quem quiser adrenalina poderá se aventurar nos brinquedos radicais que o hotel oferece.

Visitar o Harrah´s e as lojas espalhadas pelos shoppings dos hotéis também são boas opções, ainda mais para quem está interessado em fazer compras. Mas deixe este programa por último, para não passar o dia carregando sacolas ou ser obrigado a ir ao hotel apenas para guardá-las. Em Las Vegas há inúmeros shows, bares, nightclubs e musicais, entre outros programas para a noite, portanto fica difícil escolher um ou mesmo dois. Mas uma coisa é certa: se não deu tempo de ver um show do Cirque du Soleil no primeiro dia, não deixe de fazê-lo, pois conhecer ao menos um deles é praticamente obrigatório para quem visita a cidade. Todos têm suas particularidades e o mais indicado para se assistir pode variar de gosto para gosto.

Las Vegas para crianças

Apesar de muitos imaginarem que não, a criançada tem assunto de sobra em Las Vegas. Historicamente conhecida por suas atrações de cunho adulto, a cidade tem aumentado bastante as opções de entretenimento para o público infantil e infanto-juvenil nas últimas décadas com o objetivo de atrair turistas que viajam com a família e não estão necessariamente interessados apenas nos cassinos e na vida noturna. Na verdade, é muito provável que alguns adolescentes se sintam mais deslocados em Las Vegas do que as crianças propriamente ditas. Isto porque menores de 21 anos não podem tomar bebidas alcoólicas nem jogar nos cassinos. Aliás, se um adolescente desacompanhado de adultos perambular por qualquer cassino, muito provavelmente será abordado por seguranças que lhe pedirão um documento de identidade e o convidarão gentilmente a se retirar.

Veja passagens aéreas e pacotes