Lago di Garda
Lago di Garda, Itália
Lago di Garda, Itália

 

Lago di Garda, o maior dos lagos lombardos

Garda é um lago glacial, com mais de 300 metros de profundidade e forma alongada, mais estreito ao norte, onde é rodeado por altas montanhas, e mais largo na sua parte meridional, onde as encostas são planas. Seu contorno lembra vagamente o de um arcabuz e ele é o maior dos lagos italianos.

Mapa do Lago di Garda

Como ir (para a cidade de Sirmione)

Consulte preços de passagens aéreas e pacotes

Carro

A partir de Milão (126 km), pegue a A4 em direção a Veneza até Desenzano e depois siga em direção a Sirmione.

Ônibus

Há linhas a partir de Brescia, Verona, Mântua, Milão e Veneza.

Trem + ônibus

Partindo de Milão ou Veneza, desça na estação ferroviária
de Desenzano del Garda e, de lá, tome ônibus até Sirmione. A viagem de Milão até Desenzano demora pouco mais de 1h e, de Veneza, mais ou menos 2h. De Desenzano a Sirmione, são apenas uns 15 minutos.

Onde se hospedar

Escolha e reserve seu hotel no lago di Garda  (Sirmione)

Melhor época

Primavera e outono. O verão geralmente tem temperaturas agradáveis. Uma brisa fresca sempre sopra do lago.

Video de turismo sobre o Lago di Garda

Atrações turísticas

O vale em que se situa, protegido dos ventos frios pelos Alpes, surpreende por seu clima relativamente suave, com vegetação mediterrânea. Rodeado de pitorescos povoados, dentre os quais se destaca Sirmione, o Garda apresenta um cenário deslumbrante. O passeio de barco pelo lago, aproveitando as maravilhosas vistas e parando em um dos povoados para almoçar ou saborear um vinho em uma mesa ao ar livre, é um programa inesquecível. Embora faça parte de três regiões italianas (Vêneto, Trentino-Alto Adige e Lombardia), a maior parte do lago fica em território lombardo.

Sirmione

Desde o século IV Sirmione destacou-se como posto fortificado no sul do Garda, por ter uma situação geográfica especial: é uma península que se projeta dentro do lago. Sua importância estratégica consolidou-se com a construção de uma espetacular fortaleza pela família Scaligeri, de Verona, no século XIII. Mais tarde a cidade caiu sob o domínio veneziano, que durou até o fim do século XVIII. Hoje, Sirmione atrai muitos turistas por seus aspectos histórico e natural e também é uma reputada estação termal, cujas águas provêm de uma fonte do fundo do lago, de onde fluem a mais de 60ºC. Os tubos de captação foram instalados por escafandristas em agosto de 1889.

A cidade tem um centro histórico bem preservado e o enorme castelo-forte da era medieval, chamado Rocca Scaligera, ainda existe; à noite, todo iluminado, fica ainda mais bonito. Perto dali existem ruínas de uma imensa villa romana, denominada Grotte di Catullo, onde possivelmente teria morado o famoso – e rico – poeta do século I a.C

Desenzano del Garda

É a cidade onde você desembarcará se partir de trem de Milão ou Veneza. Uma das mais bonitas do lago, com um centro antigo. Note a influência veneziana na arquitetura. Perto do claustro do mosteiro de Santa Maria del Carmine, funciona um pequeno museu arqueológico que mostra a ocupação do lago desde os tempos neolíticos.

Salò

Conhecida desde a época romana sob o nome de Salodium, Salò teve sempre uma grande importância regional, mesmo quando governada pelos venezianos (entre 1425 e o fim do século XVIII). No século XX, tornou-se um dos últimos refúgios do decadente governo fascista que, em outubro de 1943, ali estabeleceu a efêmera Repubblica Sociale Italiana (a famosa República de Salò), enquanto os aliados, que já ocupavam boa parte do país, avançavam rumo ao norte da Itália. A cidade, com belos edifícios, como o Palazzo della Magnifica Patria, tem também um antigo duomo. <comp./> www.comune.salo.bs.it Salò. Oficial. Clicar em Guida della Città.

Gardone Riviera

Balneário de luxo onde viveu e morreu Gabrielle d’Annunzio. Na Villa La Priora, em estilo neoclássico, funciona um pequeno museu dedicado ao poeta.
Gargano Conserva suas plantações de laranjas e limões, introduzidos pelos franciscanos. Até mesmo a igreja de San Francesco é decorada com esculturas de laranjas e limões no seu capitel. Nas proximidades fica a Villa Feltrinelli, última morada de Mussolini.

Limone sul Garda

Como o nome indica, essa aldeiazinha pitoresca é cercada de perfumados limoeiros plantados em terraços.

Riva del Garda

No extremo norte do lago e com algumas das melhores vistas dos Alpes, Riva conserva um centro histórico medieval dentro da cidadela, com o Palazzo Pretorio, o Palazzo Municipale e a Torre Apponale, do século XIII. Na Rocca Scaligera, onde se chega atravessando uma ponte elevadiça, funciona um museu. No seu pátio estão reunidos sarcófagos romanos e medievais.

Malcesine

Quando o barco se aproxima de Malcesine, você já pode ver o Castello Scaligero e o Palazzo dei Capitani, em volta dos quais a cidadezinha se desenvolveu. Para apreciar uma vista panorâmica do lago e das montanhas, suba pelo teleférico ao Monte Baldo. Não esqueça sua máquina fotográfica!

Punta di San Virgilio

É uma minúscula península com uma das mais belas vistas do lago.
Garda Embora tenha dado nome ao lago, é hoje apenas mais uma de suas cidadezinhas e conserva em sua arquitetura traços da época veneziana, como o Palazzo Fregoso e o Palazzo dei Capitani del Lago.

Bardolino

Famosa em razão do vinho tinto que produz, a cidade, muito antiga, tem uma bela igrejinha do século XI.

Peschiera

A localidade, recuperada dos austríacos que dominavam a região, conserva uma fortaleza medieval.

Dicas: circulando pelo Lago de Garda

Barco – Há linhas regulares entre as principais cidades costeiras, mas as viagens podem ser longas. É bom lembrar que o lago de Garda tem 52 km de comprimento e sua largura máxima, no sul, atinge 17 km. O trajeto entre Desenzano, no sul, até Riva, no norte, mesmo em aliscafo (o barco mais veloz), demora 2h30. Em traghetto, a mesma viagem dura aproximadamente 5h. Organize-se, sabendo que para aproveitar a paisagem, o traghetto é melhor. Alguns barcos têm restaurante a bordo.

Carro – Você pode fazer uma volta por todo o lago em apenas um dia (embora o tempo seja pouco para visitar os encantadores vilarejos), bem como passear pelas estradas panorâmicas das montanhas vizinhas.

A Itália em imagens

Uma verdadeira viagem fotográfica por cada região da Itália, com dezenas de imagens separadas por destinos

Centro da Itália em Imagens

Sul da Itália em imagens

Norte da Itália em imagens