Junín de los Andes
Junin de los Andes
Junin de los Andes, Patagônia Andina

 

Junin de los Andes

Mapa de Junín de los Andes

Como ir a Junín de los Andes

Avião

O aeroporto Chapelco, o mesmo que serve San Martín de los Andes, fica a 20 km. Há vôos diretos de Buenos Aires (2h).

Veja passagens aéreas e pacotes

Carro

De Villa La Angostura (123 km) e de San Martín de los Andes (42 km), pegue a RN 234. De Bariloche são 185 km por Paso del Córdoba e 224 km pela RN 40 e pela 234 (Ruta de los Siete Lagos).

Ônibus

Há ônibus diretos entre Junín de los Andes e San Martín de los Andes (0h35). Há ainda ônibus das localidades chilenas de Pucón, Villarica, Temuco e Valdivia.

Onde se hospedar

Escolha e reserve seu hotel em Junin de los Andes

Melhor época

Primavera, verão e outono. No inverno as temperaturas podem estar abaixo de zero.

Sobre Junin de los Andes

Embora seja a cidadezinha mais antiga da Província de Neuquén, fundada em 1883, Junín de los Andes é pequena e tranqüila, sem atrativos turísticos exceto o contato com a natureza, a pesca esportiva da truta e do salmão, o rafting, e o trekking e, acima de tudo, a visita ao lago Huechuláfquen, de onde se vê o majestoso vulcão Lanín.

A pacata Junín fica às margens do Rio Chimehuín, onde a população local se encontra para mergulhar nos dias mais quentes do verão, improvisando uma prainha. Mais modesta e rústica que as demais cidades da região, tem como grande trunfo servir também de ponto de partida para os passeios que se faz a partir de San Martín de los Andes (veja o capítulo correspondente) ao mesmo tempo em que oferece hospedagem mais barata.

O centro da pequena cidade é a região da Plaza San Martín, onde ficam lojas e restaurantes.

Atrações

Museo Municipal Mapuche

Ginés Ponte. Peças arqueológicas, objetos e instrumentos musicais da cultura mapuche.

Vídeo sobre o Parque Nacional Lanín

Parque Nacional Lanín

A 25 km da cidade. O mais fácil é alugar um carro. Esse é o mais belo passeio para você fazer nos arredores de Junín. Lanín significa “rocha morta” em língua mapuche. O parque, junto à fronteira com o Chile, criado em 1937, abrange uma área de quase 380 hectares de florestas, mais de vinte lagos, rios e picos nevados. O destaque é o vulcão Lanin, uma imagem grandiosa, com  seus 3.776m de altitude, 1.500m a mais do que os picos vizinhos. Seu topo permanece coberto de neve durante todo o ano.

Vulcão Lanín

O destaque é o vulcão Lanin, uma imagem grandiosa, com  seus 3.776m de altitude, 1.500m a mais do que os picos vizinhos. Seu topo permanece coberto de neve durante todo o ano. No lago Huechuláfquen podem ser feitos passeios de barco, ótima pedida nos dias de sol. Certas árvores do parque, como o pehuén, espécie de araucária, chegam a alcançar 45m de altura. Sua semente, o pinhão, faz parte até hoje da alimentação dos mapuches.

Comunidades Mapuches

Dentre as dezenas de comunidades mapuches existentes nas redondezas de Junín, Atreico (a  23 km de Junín), Chuiquilihuín (a 40 km) e Painefilú (22 km) são algumas das que podem ser visitadas. Nas duas primeiras, há mercados de artigos de lã e madeira. Em Painefilú, o “turismo étnico” se junta às práticas esportivas como trekking, pesca e cavalgadas.

Mirador Cerro de la Cruz

Para ter uma vista panorâmica de Junín, suba até o Cerro de la Cruz. Pegue a Lamadrid, rua lateral à praça principal, atravesse a estrada e continue pela Antártida Argentina.

Informações práticas

Onde se hospedar em outras cidades argentinas

Escolha e reserve seu hotel em Buenos Aires

Escolha e reserve seu hotel em Bariloche

Escolha e reserve seu hotel em Mendoza

Como ir

Veja passagens aéreas e pacotes

A Argentina em imagens
Maquina fotografica

Álbum fotográfico com dezenas de fotos da
Argentina separadas em slide-shows
 sobre a as regiões mais interessantes do país.