Jaisalmer

Sobre Jaisalmer

Jaisalmer, cidade parcialmente abandonada, fundada no século XII e cercada por uma imensa muralha, tem um ar medieval. Sua arquitetura é admirável: os prédios, feitos de pedra amarelada, têm suas fachadas totalmente esculpidas. Jaisalmer é cortada por ruelas estreitas que desembocam em pracinhas, formando um verdadeiro labirinto, onde de repente você se depara com construções chamadas havelis, que foram residências de nobres e de ricos mercadores nos tempos das caravanas de camelo.

Mapa de Jaisalmer

Como ir a Jaisalmer, trem, ônibus, carro

Há trens e õnibus de Nova Delhi e de diversas cidades rajastanis para Jaisalmer, mas se puder alugue um carro com motorista (não é carro). O Ambassador é um dos mais confortáveis, apesar de seu modelo antigo. O automóvel lhe dá imensa liberdade para visitar os lugares nos arredores sem depender de transporte público pouco confortável e, às vezes, com horários impossíveis.

Onde se hospedar em Jaisalmer

Escolha e reserve seu hotel em Jaisalmer

Melhor época

Evite o auge do verão

Vídeo sobre Jaisalmer

Atrações turísticas

Templo Jain em Jaisalmer

Em Jaisalmer existe um templo jainista, de rebuscada arquitetura. O Jainismo, religião fundado por Mahavira, prega o ascetismo absoluto. Os antigos jainistas abdicavam inclusive da própria roupa do corpo e perambulavam absolutamente nus: eram monges e mendigos. Chegavam ao ponto de morrer de fome por seu desligamento material. O Jainismo não tem deus ou deuses e prega a existência de um mundo eterno e o ideal da não violência — a ahinsa. Para visitar o templo, tive que tirar os sapatos e também o cinto, já que não se admitem objetos de couro ou de pele animal em seu interior. Os jainistas são radicalmente vegetarianos.

O festival das tribos do deserto

É em Jaisalmer que acontece, na primeira lua cheia do ano, o famoso Festival da Lua Cheia, durante o qual a cidade fica lotada. Na segunda vez que visitei Jaisalmer tive a sorte de chegar durante o festival, que ocorre no meio das dunas, a alguns quilômetros das muralhas. Embora o lugar onde acontece o festival seja acessível de carro, o ideal é ir de camelo, para circular entre as dunas e, montado no animal, apreciar de posição privilegiada as danças e músicas de cada tribo. O camelo se desloca de forma diferente do cavalo. O balanço não é para frente e para trás, como ocorre com os equinos, mas também para os lados. Depois de quase três horas sobre um animal desses, muita gente fica mareada. O bicho parece ter tração independente nas quatro patas! O mais bonito foi o retorno das caravanas de camelos tendo como fundo, ao longe, a cidade e suas muralhas, sobre um platô, sob os raios do poente.

Experiências diferentes

Jaisalmer sob a lua cheia

Nas noites de lua cheia a luminosidade é tal que é possível caminhar pela cidade sob o luar. Sem qualquer iluminação elétrica, pode-se apreciar Jaisalmer magnífica e imponente, com seus edifícios de pedra amarela protegidos pelas muralhas que cercam a cidade. Você se sentirá como em um filme.

Bhang Lassi

Em Jaisalmer é liberada uma bebida conhecida como Bhang Lassi, feita com Lassi (um yogurte líquido), mistuirado com maconmha. Existe bhang Lassi mais fortes ou mais fracos. A venda é legal em Jaisalmer porque faz parte da cultura local. Raros turistas deixam de expeerimentar. A sensação é a de estar meio “solto”, sentir os sons e as cores mais fortes, mais intensas.

Dicas sobre Jaisalmer

Algumas ruas de Jaisalmer são muito estreitas com pouco mais de um metro de largura. Se você ver uma vaca se aproximando, procure um canto onde se abrigar. Algumas (uma minoria, na verdade), investem. Evite tocá-las. A resposta pode ser uma chifrada.

Dicas gerais sobre a Índia

Dicas de viagem sobre a Índia

Para saber mais sobre costumes, religião, história cultura da Índia, leia A Vaca na Estrada.

Índia em imagens

Maquina fotografica

Acesse o álbum fotográfico da Índia, com dezenas de imagens classificadas por região