Histórias de Nápoles
Castel Vecchio, em Nápoles, Itália
Castel Vecchio, em Nápoles, Itália

Acessar o sumário •  Acessar o índice remissivo

Tradições de Nápoles, coisas da Itália…

A Itália napolitana

Muito daquilo que nós, brasileiros, costumamos considerar “tipicamente italiano”, são na verdade traços da cultura da Campânia, são tradições da região de Nápoles, e não “da Itália”.
Isso se explica porque muitos dos imigrantes italianos que vieram para o Brasil no século XX, sobretudo para o estado de São Paulo, são originários da região da Campânia, cuja capital é Nápoles. Eles trouxeram consigo influências culinárias e musicais, dentre outras tradições e traços culturais.
Um exemplo: você já esteve na Festa de San Gennaro, no Bixiga (Bela Vista), em São Paulo? Pois é, San Gennaro (São Januário) é o padroeiro de Nápoles!

Massas e pizzas

As massas e pizzas são apreciadas por toda parte, mas em nenhum lugar tanto quanto em Nápoles, cidade que se vangloria de ser a terra da verdadeira pizza e que tem, entre seus pratos tradicionais, macarrões preparados de tudo quanto é jeito. A massa a putanesca tem uma história engraçada, aliás. É rápida para se preparar. A esposa tem tempo de dar uma escapulida e preparar o jantar do marido antes dele voltar…

Napolitanos: expansivos, informais, nostálgicos…

Falar muito, em voz alta, e gesticular o tempo todo? Ser expansivo e informal? Isso é com os napolitanos! São deles também a alegria, o sentimentalismo e a nostalgia que se revelam nas mais conhecidas canções italianas: as napolitanas. Qual brasileiro nunca ouviu O Sole mio ou não conhece a Tarantella? Quem já cantou Funiculi, funiculà numa cantina paulistana depois de ter tomado uns bons goles de vinho tinto sabe do que estamos falando!

A alma apaixonada do napolitano pode ser sentida em canções como Malafemmena, cantada em dialeto. Repare a letra, em dialeto napolitano; você entende! Há palavras bem parecidas com o português. Nesses trechos você pode observar o que é uma relação de amor e ódio tipicamente napolitana. Afinal, é melhor escrever uma canção que cometer um crime passional:

Si avisse fatto a n’ato chello ch’’e fatto a mme, st’ommo t’avesse acciso…” (“Se você tivesse feito a outro o que fez a mim, esse homem teria te matado!”)

Femmenna, si’ ddoce comme ‘o zucchero, però sta faccia d’angelo te serve pe’ ‘ngannà…” (“Mulher, você é doce como açúcar, mas essa cara de anjo serve para enganar…”); e vai por aí…

Video

Guiar em Nápoles, uma aventura

Alugar um carro para visitar a Campânia, a região italiana que tem Nápoles por capital, pode ser uma ótima ideia. Mas em Nápoles mesmo, prefira os transportes públicos que funcionam bastante bem.

O trânsito napolitano é caótico, ninguém respeita ninguém, todo mundo se espreme, tentando passar ao mesmo tempo. Se você parar numa faixa de segurança para deixar alguém passar, pode bem ser que o cidadão no carro logo atrás comece a buzinar apressado…

Outra dificuldade é achar onde estacionar. Além de ser uma empresa difícil achar estacionamento, nem sempre as indicações de onde é proibido são claras. Pergunte a um napolitano… Talvez ele saiba!

Se você tiver alugado o carro em outra cidade italiana e pretende passar uns dias em Nápoles, devolva o automóvel ao chegar e pegue outro quando for deixar a cidade.

O Hotel de Mr. Brazil

A história (verdadeira) de um hotel napolitano

Entre as histórias de Nápoles, esta é uma das mais interessantes. Um dos mais antigos hotéis napolitanos foi comprado em 1878 por um inglês chamado Mr. Brazil, que o ampliou e reformou, introduzindo confortos modernos para a época, como água corrente aquecida.

A partir daí, Brazil ficou com uma dívida enorme… Gastar a olho, sem critério e sem pensar dá nisso.

Certo dia, em 1886, quando apareceu um oficial de justiça com ordem de penhorar o estabelecimento, um hóspede simplesmente disse: “Ponha na minha conta!”. Esse abastado visitante era o biólogo marinho George Parker, que cumpriu sua palavra e tornou-se proprietário do hotel.

Hoje o Parker’s é um hotel muito elegante, apto a oferecer todo o conforto, e seu restaurante George’s é tão renomado que a Accademia Italiana della Cucina dá seus cursos lá.

Informações práticas

Como ir a Nápoles

Avião

Não existem voos diretos do Brasil. Pegue uma conexão em Roma ou Milão.

Veja passagens aéreas e pacotes

Onde se hospedar em Nápoles

Escolha e reserve seu hotel em Nápoles

Maquina fotografica

A Itália em imagens

Uma verdadeira viagem fotográfica por cada região da Itália, com dezenas de imagens separadas por destinos

Centro da Itália em Imagens

Sul da Itália em imagens

Norte da Itália em imagens