Havana, Cuba
Havana, Cuba
Havana, Cuba

Uma linda capital colonial, mas muito mal cuidada

É um dos exemplos mais representativos da arquitetura colonial espanhola nas Américas. A maioria dos edifícios, embora mal-cuidados (pois o governo não tem dinheiro para nada, nem os cubanos!), têm belas linhas arquitetônicas; os que chegaram a ser restaurados são lindos.

Como ir a Cuba

Avião

Há voos de São Paulo pela Cubana de Aviación ou via Ciudad de Panamá pela Copa

Veja passagens aéreas e pacotes

Melhor época

Faz calor o ano todo. Mas se puder evite a época de julho a novembro quando os tufões são mais frequentes.

Atrações turísticas

Habana Vieja (a velha Havana – Vários prédios de hotéis chamam a atenção: o Inglaterra, por exemplo, construído em 1875, é um antigo palácio que combina os estilos clássico e andaluz. Seus mosaicos e vitrais e a varanda junto da calçada lembram um cenário cinematográfico. Outros monumentos em Havana refletem a influência norte-americana no passado, como o Capitólio, uma cópia daquele de Washington.

El Malecón  A noite o footing em Havana acontece na avenida em frente ao mar, protegida das ondas por um muro de pedra – El Malecón – onde o pessoal se encosta para aproveitar a brisa marítima, namorar, ver o movimento e paquerar. Os velhos prédios da avenida são muito bonitos, mas caindo aos pedaços, o que é uma pena. Alguns edifícios novos estão sendo construídos ali, quebrando a harmonia do conjunto.

Botecos e restaurantes famosos – Os botecos e restaurantes de Havana são conhecidos no mundo inteiro, como a Bodeguita del Medio, lugar cult que já recebeu gente como Pablo Neruda, Gabriel Garcia Márquez e Salvador Allende e continua mais ou menos com o mesmo jeitão que tinha em 1942, quando foi fundado. O mojito, espécie de caipirinha de rum, é uma das especialidades.

O restaurante Castillo de Farnés é um marco da história da ilha: foi freqüentado por Fidel e outros conspiradores durante a ditadura de Batista. Anos depois, quando Fidel entrou com seus barbudos em Havana, foi até lá com Che Guevara de madrugada, acordou o cozinheiro e mandou que lhes preparasse algo para comer. E, por falar em Fidel, na praça de la Revolución pode-se ver o tanque utilizado por ele, que comandou pessoalmente a defesa da ilha quando da frustrada tentativa de invasão comandada pela CIA, na Baía dos Porcos.

Curiosidades

Uma atração à parte são os velhos automóveis dos anos 50 que circulam pelas ruas de Havana: bel-airs, cadillacs “rabo-de-peixe”, dodges, studbakers e outras raridades ainda rodam graças ao gênio criativo cubano, funcionando com peças adaptadas ou fabricadas artesanalmente. Alguns colecionadores de automóveis antigos pagariam uma pequena fortuna aqui no Brasil por um veículo desses!

Links afins