Gastronomia italiana

Gastronomia, Itália

Acessar o sumário •  Acessar o índice remissivo

Os pratos mais tradicionais

Os pratos mais conhecidos da culinária italiana são as massas e as pizzas. Quanto às primeiras, a informação de que foi Marco Polo quem introduziu o macarrão na Itália, trazendo-o da China, parece não passar de uma lenda. O mais provável é que o macarrão tenha sido criado na própria Itália. Em Cerveteri, perto de Roma, foi encontrada em uma tumba etrusca de 600 a. C. um afresco que retrata um jovem cortando uma massa em tiras; talvez os tagliarini existam há mais de 2.600 anos!

O maccaroni documentado

Um documento do século XIII encontrado em Gênova fala de “maccaroni”, confirmando que massas eram consumidas na época. Acredita-se também que os árabes que se estabeleceram na Sicília já conheciam massas secas. As massas são à base de farinha de trigo, com exceção dos gnocchi (nhoques). Apenas os gnocchi alla romana são feitos com farinha; os demais são elaborados com batatas.

Uma curiosidade sobre os gnocchi – Essa massa foi criada pelo físico Alessandro Volta para incentivar os camponeses, relutantes em consumir o tubérculo (considerado venenoso à época), a comer batatas, salvando-os da fome. (Uma receita culinária vinda de um físico só daria certo na Itália. Imaginem um inglês, como Newton, tentando criar um prato. Seria um desastre!) Em todo caso, um dos pratos maos consumidosno mundo todo é mesmo a pizza. Você sabe quem inventou a pizza?

Massas secas e frescas

As dezenas de tipos de massas italianas são apenas uma das variedades do primo piatto (primeiro prato) de uma refeição, e a cozinha italiana, rica e variada, vai muito além de pizza e macarrão. Embora as massas sejam a principal característica da cozinha italiana, há diferenças regionais importantes. Para começar, as massas secas são mais típicas do sul da Itália, enquanto as frescas e recheadas predominam no norte. Há ainda sensíveis variedade no modo de prepará-las. As diferenças entre as regiões resultam em uma enorme diversidade de pratos, ingredientes, molhos, temperos, queijos, vinhos, licores e doces – que são, por que não dizer, um dos grandes prazeres da viagem à Itália.

Frios, frutas e cogumelos

Além de suas boas receitas, o país é um excelente produtor de frios (presunto cru, bresaola, pancetta, coppa, salame, speck etc.), de frutas (laranja vermelha da Sicília, castanhas, avelãs, amêndoas, pêras, uvas etc.), de queijos (brà, caciocavallo, fontina, mozzarella di bufala, gorgonzola, grana padano, parmigiano, pecorino, provolone etc.) e de iguarias diversas, tais como os funghi porcini e as trufas.

As carnes

Uma grande variedade de carnes (boi, porco, cabrito, cordeiro, coelho, lebre, javali), peixes e aves são consumidas em várias regiões do país e muitos pratos típicos são preparados com elas. Nas regiões litorâneas, o risotto ai frutti di mare e, no interior, aquele preparado ai funghi, são um regalo. Um detalhe importante: os italianos preparam al dente (com cozimento até um ponto em que não amolecem muito) não só as massas, mas também o risotto, feito com um tipo de arroz especial, próprio para isso. Para o gosto brasileiro pode parecer, na primeira garfada, meio duro ou cru, mas é assim mesmo – e é delicioso.

A pizza

A pizza, especialidade napolitana, espalhou-se pela Itália e pelo mundo. Muitos brasileiros acham que a pizza feita em São Paulo é a melhor que existe (enquanto os argentinos acham que é a de Buenos Aires…). Tire a dúvida você mesmo, pois esse é um assunto muito delicado sobre o qual não devemos nos pronunciar. Não queremos nos indispor com a Camorra! De qualquer modo, no norte da Itália, as pizzas também são excelentes. É impossível listar tudo o que existe de bom na Itália para quem gosta de comer bem (e quem não gosta?). Vamos dar umas pinceladas em algumas especialidades italianas para que você não deixe de prová-las quando estiver por lá.

Os diferentes tipos de estabelecimentos onde comer

No Brasil, chamamos de “restaurante” qualquer lugar onde se possa almoçar ou jantar. Na Itália, além dos ristoranti, sempre mais formais, inclusive com menus completos com primo piatto, il secondo, la carne etc, existem trattorias, estabelecimentos, em princípio mais simples, enotecas, que possuem cartas de vinhos com boas opções, trattorias etc.
Entenda as diferenças

Dicas sobre gastronomia e restaurantes na Itália

Há pequenas dicas que farão a diferença quando você for procurar onde comer.
Informe-se.

Há quanto tempo o restaurante existe?

 Muitos restaurantes exibem na fachada a data de sua fundação (“Casa fondata in 1948”…). Isso já é uma boa referência pois, na Itália, um restaurante tem que ser no mínimo razoável para sobreviver por muito tempo.

Portaria de hotéis costumam dar boas dicas

Nos hotéis, geralmente o pessoal da recepção sabe onde se come bem por perto, por que preço e até onde é melhor saborear as especialidades locais. Não se iniba em pedir indicações.

Sempre examine o menu antes de entrar

Não só para ver os preços, mas também os pratos. Se você estiver na Sicília e a “especialidade regional” do cardápio for cotoletta alla milanesa, salvo honrosas exceções, desconfie: Milão fica na Lombardia, muito longe dali! Não ter o cuidado de observar os preços antes de pedir qualquer prato ou vinho poderá custar-lhe caro, principalmente em Veneza, Florença e em outras cidades muito turísticas… Isso vale também para os bares. Bebidas: no balão ou à mesa? Na Itália, às vezes, há uma diferença muito grande entre os preços das bebidas servidas no balcão e na mesa, onde um refrigerante pode custar mais de dez dólares.

Confirme se o restaurante está aberto

Caso pretenda ir a um restaurante específico, não saia do hotel sem telefonar antes para confirmar se está aberto. Cada um tem seu dia de chiusura settimanale (fechamento semanal), que varia segundo um calendário estabelecido pela Prefeitura. Nos estabelecimentos mais finos ou e/ou famosos, é recomendável fazer reserva.

Dicas de sites de gastronomia na Itália

Gambero Rosso

Basta você se registrar (gratuitamente) para ter acesso on-line ao guia Gambero Rosso, uma das mais renomadas seleções de restaurantes da Itália.

Ristoranti Italia

www.ristoranti-italia.com Reserva on-line de restaurantes em toda a Itália: Ristoranti Italia.

Saiba mais sobre a gastronomia italiana:

Os diferentes tipos de estabelecimentos onde comer
Dicas sobre a cozinha italiana • As especialidades regionais
Entenda o menu italiano • Dicionário gastronômico 

Informações práticas

Como ir para a Itália

Veja passagens aéreas e pacotes

Onde se hospedar

Escolha e reserve seu hotel em Roma

Escolha e reserve seu hotel em Milão

A Itália em imagens

Uma verdadeira viagem fotográfica por cada região da Itália, com dezenas de imagens separadas por destinos

Maquina fotografica

Centro da Itália em Imagens

Sul da Itália em imagens

                                      Norte da Itália em imagens