Desembarcando

 

Manual10grayDesembarcando

Serviço de imigração

Todo passageiro que chega a um país qualquer passa pelo serviço de imigração, que em cada lugar é controlado por um órgão diferente. Aqui no Brasil, por exemplo, é a Polícia Federal que cuida disso.

Em muitos países, o serviço de imigração é lento; normalmente, para ganhar tempo, já lhe será entregue durante o vôo um formulário a ser preenchido com seus dados. Ao desembarcar, deixe-o à mão, junto com o passaporte. A burocracia varia de um lugar para outro, mas em geral esse formulário será carimbado e uma via lhe será entregue. Guarde-a com cuidado, pois deverá devolvê-la quando sair do país.

Dicas

Lembre-se de que o fato de você ter um visto não lhe assegura a entrada no país. Quem vai dar a palavra final, deixando você entrar ou não, é o serviço de imigração.  Ao passar por ele, seja discreto, na roupa e no comportamento.

Na Europa e nos Estados Unidos, principalmente, mulheres jovens vestidas de forma “provocante” podem ter sua entrada barrada. Também os que se vestem de modo pouco convencional podem ter problemas. Portanto, mesmo que você seja um new hippie ou um old punk, faça um esforço e vista-se discretamente, com roupas e sapatos limpos e em bom estado. Os realmente mal vestidos darão a impressão de serem imigrantes clandestinos, e não turistas. Portanto, indesejáveis! Eventualmente você terá que mostrar sua passagem de volta para o Brasil e dinheiro suficiente para se manter durante a estada no país.

Havendo problema, responda com franqueza o que lhe for perguntado, mantenha a calma e sobretudo não entre em “bate-boca” nem desacate os funcionários. Se necessário, peça ajuda ao consulado brasileiro: você tem direito a isso.