Copenhagen

Copenhagen, linda e tranquila

Situada na ilha da Zelândia e ligada ao continente por uma ponte, Copenhagen, a capital da Dinamarca, é uma cidade de médio porte que conserva aspectos meio provincianos. O comércio, por exemplo, inclusive nas grandes lojas de departamentos, fecha cedo e o movimento das ruas logo desaparece. Os notívagos, pouco numerosos, concentram-se em alguns bares.

Mapa de Copenhagen

Como ir a Copenhagen

Avião

Não há voos dietos do Brasil para Kopenhagen.. As opções seriam ir via Frankfurt, Paris ou Londres.

Veja passagens aéreas e pacotes

Hotéis em Kopenhagen

Toda a região entre a estação e o Nyhavn (Porto Novo) tem ótimas opções de hotel. As imediações da rua Ostroget é estratégica: é central e tem tudo.

Escolha e reserve seu hotel em Copenhagen

Vídeo sobre Kopenhagen

Melhor época

De maio a final de setembro. O verão é o ideal. Leia o tópico: Bagagem

Apesar de possuir regiões bem modernas, Copenhagen conserva vários edifícios históricos, alguns da Idade Média.

Atrações turísticas

Copenhagen, cujo nome significa “porto dos mercadores”, fundada no século XII, conserva um centro histórico bem charmoso e lugares animados, como o Porto Novo, ou Nyhavn, lotado de barzinhos e restaurantes. É do Nyhavn que partem os barcos que percorrem os diversos canais que cortam o bairro.

Como o centro de Copenhagen é pequeno, e as atrações turísticas não ficam longe uma das outras, com alguma disposição pode-se visitar tudo a pé. Embora a cidade disponha de ótimo transporte público, boa parte do povo, já que a cidade é plana, prefere mesmo utilizar a ecológica bicicleta.

Nyhavn  (Porto Novo)

Essa região, hoje super badalada, favorita dos turistas que visitam Copenhagen, foi no passado um lugar mal afamado, repleto de tavernas baratas, frequentado por prostitutas e por marinheiros de todos os cantos do mundo. Suas casinhas pitorescas, de telhados de duas águas, serviam de entrepostos comerciais e de residência de patrões e empregados.

Amalienborg Slotsplads

A praça, que data de 1749, foi construída por ordem do rei Frederico V para abrigar o novo palácio real de Amalienborg e uma bela igreja de mármore. O bairro que se desenvolveu em suas imediações é hoje a região mais elegante da cidade. É onde ocorre a troca da guarda real, que atrai muitos visitantes.

Ostroget

Essa rua, muito longa, reservada inteiramente aos pedestres, corta boa parte do centro histórico de Copenhagen. Ela tem diferentes nomes em cada trecho, mas acabou sendo conhecida mesmo pelo nome de Ostroget. Movimentada a maior parte do dia, é lotada de restaurantes, bares e lojas. É onde amigos se reunem e as pessoas sentam-se diante de enormes canecos de cerveja para conversar ou assistir ao espetáculo dos músicos de rua.

Rosenborg

(Palácio das Rosas) Erguido pelo rei Christian IV a partir do começo do século XVII, em estilo Renascentista Holandês, foi chamado de Rosenborg em homenagem à sua esposa, Kirsten Munk, que tinha três rosas em seu brasão de família. Seu interior, ricamente decorado com tapeçarias, lindos móveis, pratarias e obras de arte, pode ser visitado. Em volta do palácio fica um jardim muito agradável onde os dinamarqueses se encontram no verão para conversar e tomar sol.

Kastellet

(Cidadela) Essa fortificação de tijolinhos vermelhos rodeada por um parque, em estilo Vauban, foi construída no começo do século XVI para proteger a cidade e servir de caserna.

Den Lille Havfrue – (A Pequena Sereia)

Verdadeiro ícone de Copenhagen, a estátua da sereizinha, personagem de um dos contos do dinamarquês Hans Christian Andersensen, fica, junto ao mar, na região nordeste da cidade, perto de Kastellet. Instalada no mar, sobre um pequeno rochedo, ela é obra do artista plástico Edvard Erksen e foi ofertada em 1913 à cidade de Copenhagen por Carl Jacobesen, filho do fundador da famosa cervejaria Caslberg.

Rundetarn

(A Torre Redonda) Esta torre cujo topo é acessível por uma longa rampa em espiral foi construída na década de 1640 por ordem do rei Christian IV para servir de observatório. Do alto tem-se vista dos telhados da cidade, mas ela é prejudicada por uma tela de ferro destinada a evitar acidentes. Kobmagergade, 52A, Copenhagen

Tours de barco pelos canais de Copenhagen

É uma boa maneira, para os que estão cansados de bater pernas, de conhecer a região dos canais de Copenhagen. Um tour de aproximadamente meia hora é suficiente para se ver o principal. Os barcos partem do Nyhavn (Porto Novo)

Nationalmuseet

(Museu Nacional) É o mais importante museu da cidade. Seus três andares são divididos em diversas seções voltadas para temas específicos: Pré-Historia, Idade Média, Renascimento, Antiguidades do Oriente Médio, Histórica da Dinamarca etc. Ny Vestergade, 10 – Copenhagen

Tivoli

Inaugurado em 1843, este é, talvez, o mais famoso parque de diversões do mundo e um ícone da cidade. Dotado de brinquedos de todos os tipos, de montanha russa a carrossel infantil, passando por verdadeiras máquinas capazes de mudar seu figado de lugar, o Tivoli ocupa um imenso parque com laguinhos e arvoredo, restaurantes, passarelas, bares, quiosques de alimentação, além de palcos ao ar livre, para representação de pantomimas ou concertos. Se for visitar o Tivoli reserve pelo menos uma tarde inteira para isso. Uma boa idéia é estender sua visita até o anoitecer quando as luzes do parque são acesas. O Tivoli permanece fechado de janeiro a começo de abril. Vesterbrogade, 3, Copenhagen.

Dica

Bem próximo a Estocolmo, fica Helsingor que serviu de inspiração para peças de teatro de Shaskpeare.

Maquina fotografica

Países Nórdicos em Imagens em imagens  Álbuns com dezenas de fotos dos países nórdicos: Dinamarca, Noruega, Suécia