Compras em viagem

O que compensa comprar

• Artigos muito especiais: um vestido de formatura, um relógio para a vida toda, uma bolsa de grife, um livro antigo.
• Suvenires leves e inquebráveis para os amigos.
• O que é difícil de ser encontrado ou é muito mais caro no Brasil.
• Uma roupa ou sapato com um design pelo qual você se apaixonou.

O que não compensa comprar

• O que pode se quebrar ou estragar durante a viagem: produtos perecíveis e peças frágeis que não forem convenientemente embaladas.
• Artigos fabricados fora da União Europeia.
• O que puder ser encontrado a preço igual ou menor nos free-shops dos aeroportos brasileiros (consulte o site www.dutyfreedufry.com.br)
• Artigos com similares no Brasil com preços semelhantes.

Détaxe (devolução de imposto)

Sob certas condições, o viajante pode obter a devolução do imposto incidente sobre suas compras, o TVA (grosso modo, uma mistura de ICMS com IPI). O procedimento é meio burocrático, mas pode compensar muito, dependendo do valor gasto.

Os requisitos são os seguintes: ter pelo menos 15 anos de idade; não residir em país da União Europeia; não ter permanecido mais de seis meses consecutivos na União Europeia; sair da União Europeia, levando consigo a mercadoria, no máximo três meses depois da data da compra; e fazer compras no valor mínimo total de 175 € em um só dia na mesma loja. Há exceções: não podem ser computados nesse valor, por exemplo, alimentos e serviços (como consertos ou revelação de fotos). Nem todas as lojas oferecem devolução de impostos: pergunte antes de comprar ou procure por aquelas que anunciam “Détaxe” ou “Tax free”. Deixe claro, ao efetuar a compra, que você deseja obter esse benefício. Será necessário apresentar seu passaporte na loja.

Em geral, os grandes lojas têm setor especial de atendimento para quem quer requerer a détaxe. Apresentando seu recibo de compras e o passaporte, você recebe um borderô em três vias (rosa, amarela e verde), que deve ser guardado com cuidado.

Como o détaxe é utilizado nas diferentes lojas

Existem três diferentes diferentes de détaxe utilizados pelas lojas:
1) A loja já lhe devolve na hora (ou deduz do total da compra) o valor pago em impostos, mas fica com o número de seu cartão de crédito. No aeroporto, após carimbar o borderô, você deve colocar a via rosa num envelope e enviá-lo à loja pelo correio (não se preocupe, há caixas de correio nos aeroportos justamente para isso). Se você não mandar a via rosa carimbada para a loja, o valor dos impostos que lhe foram devolvidos será debitado em seu cartão de crédito.
2) Você paga o valor integral da compra e a loja posteriormente credita o valor do imposto no seu cartão de crédito, desde que você lhe envie pelo correio a via rosa devidamente carimbada.
3) Na Europa: você paga o valor integral da compra e recebe de volta os impostos no último aeroporto da União Europeia pelo qual passar.
Qualquer que seja o sistema utilizado pela loja onde você fez suas compras, chegue cedo ao aeroporto, pois as formalidades podem ser demoradas, principalmente em razão de filas. O borderô e as mercadorias correspondentes deverão ser apresentados na seção de détaxe (alfândega) do aeroporto (no caso da União Européia, no aeroporto onde você tomará seu avião para o Brasil.

Dicas

Se as mercadorias correspondentes ao borderô estiverem na mala que vai para o bagageiro do avião, lembre-se de passar pela détaxe antes de fazer o check-in. Deixe o borderô à mão e leve as mercadorias correspondentes a ele, se possível, na bagagem de mão, ou em um lugar bem acessível da bagagem de compartimento (o que evitará tirar quilos de roupa suja da mala para mostrar ao fiscal o relógio que está levando de presente para seu pai).

Se você estiver voltando de países do Oriente para a Europa com marcas europeias falsificadas (Bolsas Luiz Vitão ou camisas Lacosty por exemplo…) a alfândega do país onde você irá desembarcar poderá apreender a mercadoria. Fora a bronca, ou consequência mais grave.

Se você for a Cuba, comprar charutos ou rum e em seguida entrar em território americano, as compras serão apreendidas.