Com quem você vai viajar?
Ruta de los Siete Lagos, Patagônia, Argentina
Ruta de los Siete Lagos, Patagônia, Argentina

As vantagens de se viajar acompanhado

Essa dica é, talvez, a principal para fazer uma viagem com pouco dinheiro: viajar a dois ou com mais pessoas sai mais barato. Uma diária de hotel para uma pessoa custa quase a mesma coisa do que para duas; a corrida de táxi não custa mais caro se forem duas pessoas no lugar de uma. O mesmo vale para aluguel ou leasing de carros. Mesmo os transportes ferroviários oferecem descontos vantajosos para casais e grupos. Acompanhado, você talvez possa viajar por lugares mais caros, onde não poderia ir sozinho.

Acompanhado, mas com quem mesmo?

O importante é escolher bem as pessoas com quem você vai viajar. Será que o destino escolhido corresponde às expectativas de todos? Os passeios serão todos feitos em conjunto? A que horas se pretende acordar? Como serão divididas as despesas? Quanto tempo cada um dispõe para sua viagem? Tudo isso deve ser bem discutido antes, pois as relações humanas são colocadas à prova numa viagem, quando se convive com as mesmas pessoas quase 24 horas por dia durante muitos dias seguidos… o que não acontece nem na maioria dos casamentos! Viajar acompanhado exige boa educação e paciência. Egoísmo e mau-humor são proibidos.

Casais

A maioria das pessoas viaja com seu companheiro ou companheira, com a namorada, ou com a esposa… Essa opção de de viagem pode ser a mais agradável. Para isso o casal precisa se entender. Briga em viagem não tem cabimento. Podem brigar por aqui mesmo, que sai muito mais barato. O ideal é, a partir do dia do embarque, não discutir assuntos polêmicos durante toda a viagem.

Que tipo de viagem cada um pombinho está querendo?

É igualmente recomendável se colocaram de acordo sobre o tipo de viagem que pretendem: econômica, ou com mais dinheiro no bolso? Vão ficar num B&B, ou hotel mais elegante? Precisam também discutir itinerário, programas, cronogramas. Isso deve começar com a escolha do destino. Comecem por continente que fica mais fácil. Europa, América do Sul, Estados Unidos ou Ásia? Ver foto pode ajudar o casal tomar a decisão acertada. Interesses culturais comuns ajudam muito. Se os dois curtem os impressionistas é muito fácil, de comum acordo, selecionar lugares que ambos vão curtir: Musée d’Orsay, Geverny, Auvers-sur-Oise… assim todo mundo fica contente. Se curtem aventura, e o sonho de ambos é conhecer Machu Picchu, não tem o que errar. Deem uma olhada nesta página, um verdadeiro cardápio de viagens: Turismo  para todos

Orçamentos equilibrados ajuda

Um outro ponto importante: os participantes da viagem devem ter orçamentos semelhantes. Se um tem pouquíssimo dinheiro e o outro muito mais, esse será um mau começo. Quando se trata apenas de compras pessoais, tudo bem, mas quando você se vê obrigado a dormir numa espelunca porque seu amigo está sem dinheiro ou a ir, contra a sua vontade, a um restaurante caríssimo porque tem vergonha de dizer aos demais que está duro, a coisa complica. Isso também deve ser discutido com toda franqueza antes da viagem.

Dicas

Em uma viagem é melhor que, quando não se tratar de casais que querem viajar com outros casais, que o grupo seja apenas de amigos, sem rolos afetivos entre si…

Assuntos polêmicos, como religião e política, talvez devam ser evitados para que amizades não se desfaçam durante a viagem. Use seu bom senso.

Veja os bons lugares para um casal

Alguns lugares parecem especiais para uma lua-e-mel ou para casais que querem um canto especial para se curtirem. Turismo para casais

Links afins