Cinema português

Bobinas de filme, Cinemateca Portuguesa, Lisboa, Morgaine

Sumário Portugal Online •  Índice Remissivo Portugal Online

Portugal, cinema: o salazarismo: período negro do cinema português

A partir da segunda metade da década de 1920, com a ditadura salazarista, o cinema português perdeu qualidade. Em 1935 ficou subordinado ao Secretariado Nacional de Informação. A serviço do regime limitou-se a produções sem conteúdo. Os dramas ou comédias daquele período eram pobres, fortemente influenciados pelo conservadorismo religioso e encaixados nos padrões impostos pelo regime.

Os problema com a censura – Somente na década de 1960 cineastas como Ernesto de Sousa, influenciado pela Nouvelle Vague francesa, tentaram inovar e levantar questões e denúncias que o salazarismo nunca viu com bons olhos. Seu filme Dom Roberto, premiado no Festival de Cannes, resultou na prisão do cineasta pela política do regime. Com a ditadura cada vez mais contestada, surgiu nos anos 1970 uma nova geração de cineastas do chamado movimento Novo Cinema.

Mas as coisas ainda não estavam fáceis. O filme Nojo aos Cães, de António de Macedo, estreado em 1970, foi logo proibido pela censura. Outros filmes foram produzidos naquela época com parcos recursos, como Uma Abelha na Chuva (1971), de Fernando Lopes. Em 1972, a película Promessa foi selecionada para o Festival de Cannes do ano seguinte. A esse movimento liberal representado pelo Novo Cinema, a ditadura respondeu com censura e repressão.

Portugal após a ditadura de Salazar: alguns bons filmes

O cinema português só pôde desabrochar após a Revolução dos Cravos, em 1974, a partir de quando puderam ser criadas por meio do IPC (Instituto Português de Cinema) facilidades para a produção de filmes, muitos deles com forte conteúdo político, como As Armas e o Povo, do Sindicato de Trabalhadores do Cinema e Televisão.Surgiram também as cooperativas independentes de cinema que projetaram cineastas como Rui Simões, diretor de Deus, Pátria, Autoridade (1975), outro filme de sucesso.

Portugal: cineastas portugueses mais conhecidos

Dentre os cineastas mais reconhecidos do cinema português dos últimos anos destacam-se Paulo Rocha (que trabalhou na novela brasileira Guerra dos Sexos), Pedro Costa (Ossos, 1998) e Joaquim Sapinho (Deste Lado da Ressurreição, 2011).A democratização abriu caminho para mulheres cineastas, como Manuela Viegas (Glória, 1999), Teresa Villaverde (Cisne, 2011) e Maria de Medeiros, também atriz e produtora de Capitães de Abril (2000).

Informações práticas sobre Portugal

Como ir a Lisboa

Veja passagens aéreas e pacotes

Onde dormir em Lisboa

Hotel em Lisboa

Como ir à Cidade do Porto

Veja passagens aéreas e pacotes

Onde dormir na Cidade do Porto

Hotel na cidade do Porto

Transportes em Portugal

Veja como circular por Portugal

Informação sobre os guias da série GTB (Guia do Turista Brasileiro)

Capa do Guia Online GTB Portugal

Os guias GTB impressos não estão mais à venda…
Enquanto isso, confira todo o conteúdo completo e atualizado do guia impresso, substituído pelo  Guia GTB ON Line Portugal, gratuito, e com dezenas de fotos. Basta ter sinal de internet no local onde você estiver.

Portugal em imagens

Maquina fotograficaÁlbum fotográfico com dezenas de fotos de Portugal separadas em slide-shows  sobre a as regiões mais interessantes do país.

 

Links afins