Bergen

Bergen

Bergen, fundada em 1070 pelo rei Olav Kyre, foi capital da Noruega até o final do Século XIII, e manteve-se durante séculos como uma das prósperas cidades da Liga Hanseática, tornando-se um centro de exportação de peixe seco, muito apreciado na Europa Medieval. Hoje a pesca continua sendo uma atividade muito importante, mas o turismo em Bergen é uma atividade econômica importante em Bergen. Com suas casas de madeira coloridas, algumas delas muito antigas, Bergen é a mais interessante cidade da Noruega, atraindo mutidões de turistas, sobretudo no verão quando os barzinhos do charmoso bairro de Bryggen, perto do porto pesqueiro, ficam lotados.

Por ser uma das cidades onde mais chove no mundo (deve disputar o troféu com Ubatuba, no Estado de São Paulo…), Bergen tem como símbolo, ironicamente, um guarda-chuva. Apesar disso, seu clima é muito mais ameno do que o de outras cidades na mesma latitude, em razão da corrente marítima de águas quentes que, vinda do Equador, acompanha seu litoral.

Como ir

Tome um avião de alguma capital europeia que tenha voos pra Oslo. Em Oslo tome outro avião para Bergen.

Hospedagem

Escolha e reserve seu hotel em Bergen

Melhor época

Verão, final da primavera e começo do outono.

 Atrações turísticas em Bergen

Torget (Praça do Mercado) – Torget é a praça mais movimentada da cidade, onde funciona o mercado de peixes. Ali você pode escolher produtos fresquíssimos, peixes e frutos do mar, que são preparados na hora. Os turistas japoneses principalmente, deliram frente às bancas e alguns vem ao lugar pela manhã saborear seu peixe cru no café da manhã…

Bryggen – É o antigo bairro com construções típicas, de madeira colorida, no estilo das construções dos tempos da Liga Hanseática. O interessante é sair da avenida frente ao mar e embicar por uma das ruelas pitorescas de Bryggen. Na avenida há uma infiinidade de restaurantes e bares que servem ótimas cervejas locais. Mas, um conselho: reserve pelo menos umas duas horas (no mínimo!) para suas refeições, porque em Bergen os garçons são de uma lentidão exasperante.

Museu da Liga Hanseática (Det Hanseatiske Musseum) – Está instalado numa velha construção de madeira do começo do século XVIII, muito bem conservada e que conserva móveis e utensílios da época. Esses imóveis de três andares eram em Bergen utilizados como depósitos de peixe seco, escritório da companhia e ao mesmo tempo como moradias de patrões e empregados. A vida ao que parece, era dura, já que o risco de incêndio nesse tipo de construção de madeira era alto e essas casas não possuíam aquecimento. End: Finnegardsgaten, 1a, Bergen.

Museu de Bryggen – (Bryggens Museum) Instalado em um prédio novo, conserva objetos encontrados em escavações após o incêndio de 1955, que destruiu diversas construções do século XVIII. Mostra como era a vida em Bergen durante a Idade Média. End: Dreggasallm, 3, Bryggen, Bergen. Funicular do Monte Floyen. Bondinho semelhante ao que existe no Corcovado, no Rio de Janeiro, e que chega até uma estação a 320m sobre o Monte Floyen. Do alto tem-se uma ótima vista panorâmica de Bergen. O acesso fica próximo do centro histórico.

Teleférico Monte Ulriken – Mais uma comparação, para ficar mais fácil de entender: é semelhante ao teleférico do Pão de Açúcar, no Rio de Janeiro, e chega a 643m sobre o nível do mar, no alto do Monte Ulriken. A vista do alto do Monte Ulriken é ainda mais espetacular do que a do Monte Floyen, por ser mais alto. Pode-se comprar o bilhete para o teleférico no escritório de turismo perto de Torget, a Praça do Mercado. Esse bilhete dá direito ao ônibus vermelho que sai de hora em hora do centro e o leva até a estação do teleférico aos pés do Monte Ulriken, que fica fora do centro de Bergen.

Passeio pelos Fjords – Os fjords ficam, na verdade, fora de Bergen. Os passeios tomam o dia inteiro ou, pelo menos, muitas horas. Por isso é recomendável reservar um dia inteiro para esse tipo de experiência. Os barcos saem do cais à direita do porto de pesca. O fjords são bem interessantes, mas o passeio pode ser cansativo após muitas hora no barco.

Saiba mais sobre a Noruega

Hospedagem na Noruega

Veja onde se hospedar em Oslo, a capital da Noruega

Saiba mais sobre os demais países nórdicos: Suécia e Dinamarca

Maquina fotografica

Países Nórdicos em Imagens em imagens  Álbuns com dezenas de fotos dos países nórdicos: Dinamarca, Noruega, Suécia

 

Guias de viagem: para que servem?

Guias de viagem são livros com informações específicas sobre determinado país, região ou cidade. Existem guias de diversos tipos: os que dão maior ênfase aos aspectos históricos e culturais, os que ressaltam a indicação de hotéis e restaurantes, os que privilegiam as opções econômicas (querendo ensinar você a viajar durante 15 dias com US$ 10 ou coisa parecida), os que são mais indicados para quem quer viajar de automóvel num determinado país…

Conheça os títulos

Nossos guias on-line oferecem gratuitamente o conteúdo total dos títulos impressos, vendidos durante os últimos dez anos nas melhores livrarias. Esse conteúdo é, inclusive, superior ao dos guias impressos, pois foi atualizado, enriquecido com mais informações e um grande número de imagens. Bastar acessar este site em qualquer lugar onde haja wi-fi disponível. Você pode fazer isso utilizando seu tablet, lap-top ou mesmo do celular. 

Argentina • Bahia • Chile • Itália • New York •  Nova York • PeruPortugal •    

O que falam sobre os guias de viagem GTB

Opiniões  sobre os guias da série GTB (Guia do Turista Brasileiro) quando de seu lançamento.

As opiniões são referentes à primeira edição, as redações de turismo não costumam comentar as edições seguintes