As termas de Caracalla
Termas de Caracalla, em Roma (reconstituição)
Termas de Caracalla, em Roma ( reconstituição)

 

As Termas de Caracalla

Iniciadas por Settimio Severo e inauguradas pelo imperador Caracalla em 217, as termas tinham capacidade para 1.500 pessoas. Depois de funcionarem por mais de 300  anos, foram desativadas quando os godos sitiaram e literalmente “barbarizaram” Roma em 537 d.C., destruindo os aquedutos da cidade.

Localização das Termas de Caracalla, em Roma

O lugar era como um clube ou academia de hoje: tinha salas para banhos de vapor (laconicum, uma espécie de sauna), banhos frios (frigidarium), quentes (caldarium) e mornos (tepidarium), ginásio (palestra), piscina (natatio), jardins e até biblioteca. O historiador Suetônio relata queixas de moradores vizinhos incomodados com a bagunça e o vozerio (fora a gritaria vinda do setor onde eram realizadas depilações…)

As termas dispunham também de lugares onde se podia comer e beber, servindo, como era o costume romano, de ponto de encontro. Os recintos eram decorados com obras de arte. Ali foram encontradas muitas estátuas, inclusive o famoso Touro Farnese, que está no Museu Arqueológico de Nápoles. Ainda hoje, mesmo com a maior parte do complexo destruída, você ficará impressionado com a grandiosidade das termas. Mas ficará ainda mais se pensar que, após o fim do Império Romano, o homem ocidental só voltou a tomar banho regularmente no século XX!

Vídeo sobre as Termas de Caracalla

 Hotéis em Roma

Escolha e reserve seu hotel em Roma

As temas de Caracala, em Roma, construídas em 217, com capacidade para 1.500 pessoas, impressionam pela grandiosidade da obra. São fabulosas!

Quando é melhor ir a Roma

Veja qual a melhor época para viajar para Roma

A alta e a baixa temporada

Vantagens e desvantagens de se viajar na baixa temporada