Arredores de Lisboa
Sintra, Portugal
Castelo da Pena, Sintra, Portugal

 

Arredores de Lisboa

Mapa de Lisboa e seus arredores

Queluz

Palácio Nacional de Queluz

End. Lgo. do Palácio Nacional.  A pedido de Dom Pedro III, o antigo pavilhão de caça do século XVII foi transformado num sofisticado palácio cujo estilo mistura o barroco rococó e o neoclássico, marcado por influências francesas e italianas. Convertido em museu, conserva um importante acervo de mobiliário e decoração de época, além de coleções de artes ornamentais do século XVIII. Seus jardins interiores são decorados com estátuas e fontes de raro bom gosto, que tornam a visita ao palácio ainda mais interessante. Palácio Nacional de Queluz

Sintra

A 32 km a noroeste de Lisboa; 380 mil hab. Diversos trens direto da estação do Rossio a cada 15 minutos. A viagem leva cerca de 45 minutos. Sintra, uma cidadezinha particularmente agradável, com palácios, florestas e montanhas, servia de residência de verão para a realeza. Ainda hoje é um desses lugares que valem a visita. Atenção aos horários de abertura dos palácios e castelos. Organize sua visita a Sintra quando os dois principais palácios estiverem abertos. O ônibus 434 é um circular que passa pela estação ferroviária e faz o tour dos castelos. Uma das principais atrações de Sintra é o Palácio Nacional da Pena – End.  A 4 km do centro.  É um exemplo da arquitetura do romantismo português. Erguido em 1839, situado a 500 m de altura, no contraforte da serra de Sintra, é particularmente interessante pela salada de influências arquitetônicas que mistura elementos mouriscos, manuelinos e góticos. Talvez você o considere de gosto duvidoso, mas nem por isso deixará de se impressionar. Delirante!

Igualmente imperdível é o Palácio Nacional de Sintra – End.   Lgo. Rainha Dona Amélia  No centro histórico de Sintra, essa mistura de estilos gótico, mudéjar e manuelino chama a atenção por suas enormes chaminés cônicas. Erguido sobre antigas fundações mouriscas, o palácio foi habitado a partir do século XII até 1880 pela família real. Apesar de ter passado por reformas, seu aspecto atual é mais ou menos o mesmo da metade do século XVI. O mais interessante é seu interior com um espetacular acervo de azulejos de influência espanhola e mourisca, junto de obras de arte do século XVI ao século XVIII.  pnsintra.imc-ip.pt.

Temos, finalmente, o Castelo dos Mouros – End. Estrada da Pena, a 3,5 km do centro histórico. Erguido pelos mouros no século VIII, que foi tomado e destruído pelo rei Afonso Henriques na primeira metade do século XII. Hoje não resta muita coisa a ser visitada, além de suas muralhas e torres. Por outro lado, é uma visita que você não deve perder, pois a vista do alto da montanha é simplesmente espetacular. Sintra possui também um Museu do Brinquedo – End. R. Visconde de Monserrate que possui cerca de 40 mil brinquedos de variadas épocas e países: carrinhos, aviões, casinhas de boneca, trens elétricos, soldadinhos de chumbo etc. A visita é recomendada sobretudo aos que viajam com crianças.

Cabo da Roca

 Ainda no Concelho de Sintra, fica o Farol do Cabo da Roca, no ponto mais ocidental do continente europeu. Situado num promontório a 165 m acima do nível do mar, sua altura é de 22 m. Devido à posição privilegiada, sua luz alcança quase 50 km.

Mafra

A cidade é famosa por seu palácio, que já abrigou diversos reis portugueses. – End. Terreiro Dom João V, a 25 km de Lisboa. O grandioso palácio e o convento de Mafra são as mais representativas obras em estilo barroco de Portugal. O interior do convento, ricamente decorado, abriga uma importante coleção de escultura italiana e carrilhões com seis órgãos. Sua construção, iniciada em 1717 por Dom João V, deveu-se ao pagamento de uma promessa que fizera na hipótese de a rainha Maria Ana de Áustria lhe dar um descendente homem. Ele talvez não precisasse ter feito tal promessa. Bastava parar de desperdiçar sua energia com as freirinhas…

Estoril e Cascais

Há trens de Lisboa para os balneários quase vizinhos, a uns 30 km da capital.São cidades onde há praias que atraem lisboetas e um certo número de europeus de outros países durante o verão, quando fica tudo lotado. Hotéis de luxo e casas de veraneio tomaram conta da paisagem nas últimas décadas. Têm pouco ou nenhum interesse para o brasileiro: nossas praias são muito melhores.

Ericeira

Fica a 35 km a noroeste de Lisboa. 10 mil hab. Também é um balneário, com uma situação especial no alto de uma falésia e centro histórico preservado. Se puder evite ir no verão se quiser escapar das multidões de turistas.

Sesimbra

Situada a 35 km ao sul de Lisboa. 40 mil hab. Numerosos ônibus de Lisboa. Balneário muito procurado, lotado durante o verão. Porém, apesar da especulação imobiliária e dos imóveis novos e sem alma que continuam sendo construídos junto da costa, Sesimbra, ao contrário de Estoril e Cascais, conseguiu preservar pelo menos em parte seu charme, sobretudo na cidade antiga e no bairro dos pescadores. Possui atrações capazes de agradar ao brasileiro, como o velho castelo mouro no alto da colina, no meio da natureza e que parece vigiar a cidade.

Se puder visite-o no final da tarde para apreciar a cidade sob a luz alaranjada do poente. Sesimbra é também um porto de pesca movimentado, com um leilão de todo tipo de peixe ao entardecer, quando os barcos retornam do porto, onde os donos dos restaurantes se abastecem. Você tem pelo menos a certeza de saborear produtos fresquíssimos. De frente para o mar há muitos barzinhos bem simpáticos. De Sesimbra até Setúbal estende-se a Serra da Arrábida,um parque natural de rara beleza. As melhores vistas você obtém pegando a N379, mais conhecida como Estrada da Escarpa. Depois, prosseguindo, desça até praias de areia fina e mar cristalino a caminho de Setúbal.

Informações práticas sobre a Região de Lisboa

Como ir a Lisboa

Veja passagens aéreas e pacotes

Hotéis Lisboa

Escolha e reserve seu hotel em Lisboa

Portugal em imagens

Maquina fotograficaÁlbum fotográfico com dezenas de fotos de Portugal separadas em slide-shows  sobre a as regiões mais interessantes do país.